Procon de Maringá multa Sanepar em quase R$ 3 milhões

crise hidrica

O Procon de Maringá multou a Sanepar em R$ 2,8 milhões, por causa da falha no abastecimento de água verificado com as chuvas do início do ano, que inundaram a captação da companhia no rio Pirapó.
A multa foi revelada hoje pelo telejornal noturno da RPC Maringá (veja a reportagem) e é resultado de procedimento aberto pelo órgão, dirigido por Mário Hossokawa, diante do prejuízo causado a cerca de 350 mil consumidores.
A Sanepar ingressou com recurso. A companhia foi notificada da multa há pouco mais de um mês e isso gerou um mal-estar entre as duas partes, que, politicamente, fazem parte do mesmo grupo. Por isso a notícia demorou tanto para ser conhecida.
O promotor Maurício Kalache, autor de ação contra a empresa, vai gostar de saber da novidade.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.