A raposa de Temer

Temer-Barros

“Quem visse as primeiras declarações desastradas de Ricardo Barros, alçado a ministro da Saúde, poderia pensar que se tratava de um simples arrivista. Engano, trata-se sim de outra astuta raposa”, diz trecho de artigo publicado hoje pelo site da Folha de S.Paulo, assinado pelo líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos.
“O homem agora responsável por dirigir o SUS (Sistema Único de Saúde) e as políticas de saúde no Brasil teve como maior financiador de sua última campanha eleitoral ninguém menos que o presidente da Aliança, administradora de planos de saúde.


Nada discreto, fez questão de mostrar a quem serve. Falou em reduzir o SUS e propôs a ampliação dos planos privados. Disse ainda que não cabe ao Estado controlar a qualidade dos planos. E que o grande problema é a judicialização dos clientes contra as empresas privadas de saúde.
Sim, exatamente. Os planos não cumprem com serviços estabelecidos em contrato, atrasam consultas e cirurgias, fazem cobranças indevidas e o problema são os clientes que entram na Justiça para assegurar seu direito. Esse é o ministro da Saúde”, comenta.
Leia o artigo na íntegra aqui. (Foto: Lula Marques/AGPT)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.