Sem ter o que comemorar, guardas boicotam evento

guarda

A Guarda Municipal de Maringá completou ontem 9 anos de criação, e a Setrans preparou uma atividade para comemorar a data na praça Salgado Filho, defronte a antiga sede da secretaria.
Porém, só compareceram os guardas que estavam em expediente e que, por demanda da profissão, foram escalados para aparecer lá. Os guardas que estavam de folga simplesmente não compareceram Foi um boicote, diante da série de perseguições promovida pela Setrans. A informação está no site do Sismmar.

Entre as recentes maldades da administração Pupin/Barros com a Guarda Municipal está a proibição de os guardas de comparecerem fardados à 1ª Audiência da Guarda Municipal. “As maldades não se restringem à realização da audiência. O secretário Fábio Ribeiro, que nada fez pela GM, abriu diversos processos contra os guardas e os removeu de seus locais de trabalho contra a vontade dos mesmos, em grave atentado contra a legislação eleitoral vigente – que proíbe essa remoção no período de eleições sem o consentimento dos trabalhadores. Essa irregularidade será denunciada pelo Sismmar para que Ribeiro responda por seus atos”.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.