Prefeitura terceiriza serviços tentando evitar novos erros

Brasil

A Setrans e a Seplan de Maringá jogaram a toalha e optaram por contratar serviços de terceiros, depois das c(*)gadas nas avenidas Brasil (foto), 19 de Dezembro e Morangueira (se bem que eles planejam errar, em breve, na Colombo).
A administração admite gastar até R$ 1.251.700,00 para a contratação de empresa para desenvolver estudos e pesquisas de trânsito e transporte no município.

Na abertura dos envelopes, no último dia 16, se apresentaram a Consultran Engenharia Ltda. e a Marchesini e Gava Ltda. O processo está tramitando, só que a reunião de julgamento de propostas e documentação está suspensa por tempo indeterminado, sem contar que houve pedido de impugnação apresentado pela empresa Imtraff Consultoria e Projetos de Engenharia Ltda.
A Comissão Especial de Habilitação e Julgamento é presidida por Mauro Menegazzo Pereira da Silva e tem como membros Fabiane Dantas Gimenes Pradella, Luiz Leonardo Sasso Riberio e Antonio Bernardi Neto.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.