PV também quer a Sasc

Embora tenha prometido técnicos ocupando a maior parte de seu secretariado, o prefeito eleito Ulisses Maia (PDT) está prestes a confirmar políticos como auxiliares de primeiro escalão.
Depois de Joba, que foi prefeito e vereador, para a Secretaria do Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, o Partido Verde, que já tem o vice-prefeito Edson Scabora, tenta emplacar o presidente municipal, odontólogo Ederlei Alkamim, como secretário de Ação Social e Cidadania. Ele não tem experiência na área.

Alkamim, primeiro suplente de vereador, conseguiu apoio de algumas entidades para referendar sua indicação. Como a Sasc é considerada uma pasta complicada, há quem considere que um secretário sem experiência e essencialmente político à sua frente poderá trazer mais problemas que soluções.
Ao invés de se tornar um trampolim, a Sasc comandada por um político pode significar consequências negativas a todos – para o político e para a própria secretaria.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.