A quem eles devem o mandato? II

Falamos agora de Jean Marques, que além dos seus 2.525 votos pessoais, que só foram obtidos pela estrutura que o Partido Verde lhe deu, sobretudo a vaga, o registro, contou com votos do PDT, na coligação e com a sobra de votos de outros partidos para chegar aos 25.238 votos necessários para a coligação fazer duas cadeiras.

Foram necessários 2.658 votos de outros partidos, de outros candidatos, os chamados votos de sobra, para completar. Aliás, esta é uma oportunidade para explicar que nenhum voto válido sem perde. Todos são usados para eleger candidatos e todas as coligações usaram votos de sobra, como analisaremos depois.
Só para ressalvar, mais uma vez. Jean Marques não usou votos de Homero Marchese para se eleger, mas sem os votos de Jean, se não houvesse coligação com o PDT, Homero não seria eleito.
Falo de Jean e Homero com o direito de quem fez campanha para os dois, de graça, sem conhecê-los pessoalmente, sem que tenham pedido. Vejam nesta postagem, por exemplo:
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.