Família já no poder

Há uma certa perplexidade em algumas áreas do governo Beto Richa para com a sem-cerimônia com que a família Barros – o ministro Ricardo, a vice-governadora Cida e a filha Maria Victória – toma decisões e comanda o espetáculo.

Contribuem para isso dois fatores essenciais: a vocação para o mando do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e a personalidade afável do governador Beto Richa.
Ainda ontem, em entrevista para a Gazeta do Povo em Brasília, o governador enfatizou que não tem apego nenhum ao poder e tanto pode ser candidato em 2018 como deixar a vida pública ao final do mandato.
Na prática, o que acontece, segundo versões de gente muito próxima ao poder, é que por orientação do ministro, quando não ele próprio, os Barros não esperam pela decisão do governador. Agem e impõem seus próprios objetivos e vão abocanhando novos espaços.
A continuar assim, quando chegar a hora, ninguém vai perceber que o poder mudou de mão. (De Ruth Bolognese, no Contraponto – Ilustração Robson Vilalba))

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.

5 pitacos em “Família já no poder

  1. Mas nenhum Barros se elege em 2018, nem a pau Juvenal, estão mais queimados que cabeça de fósforo usado.

  2. Concordo com você anonimo. temos que votar em pessoas que nunca foram candidatos, para ver se o pais melhora um pouquinho. porque com estes que estão no poder já sabemos o que poderá continuar acontecendo $$$$$$$$$$.

  3. Tambem concordo em votar nas pessoas que não foram candidatos ainda. Ate gostaria de estar participando de movimentos com este sentido.

  4. Não vamos nos esquecer que Homero Marquese era “gente nova” (sic) na política…
    Mas a cabeça é pra lá de VELHA!

  5. indignado diz:

    esse homero pode ser novo em mandato,mas é macaco velho em politica,foi funcionario do tribunal de contas do estado[cabide de empregos para politicos aposentados]portanto esta no meio faz tempo,e parece que é comandado por um certo ministro,assim como outros…e falando em barros,se deus quiser e o povo não votar mais nessa familia,eles vão ter que trabalhar…

Deixe seu pitaco