O que está acontecendo…

… com as licitações nas gestão Ulisses Maia/Edson Scabora? Lembro que nas gestões passadas quase não havia impugnações, as empresas desclassificadas aceitavam passivamente e não recorriam. Por quê?

Vejam o exemplo da publicidade, em 2012 só duas empresas concorreram e não houve briga, tudo se resolveu rapidamente (lembram do vídeo em que Ricardo se manifesta preocupado?) Lembram de alguns outros casos em que duas no máximo 3 empresas concorriam e muitas vezes sobravam uma e outras aceitavam?
Um amigo postou que estaria faltando competência e sobrando orgulho para pedir ajuda ou mudar a equipe.Os casos da reforma do aeroporto, das pernas do viadutos, seriam exemplo de falta de capacidade. Vamos nos mexer, vamos trabalhar. Tem muita gente competente que poderia colaborar. O custo da máquina pública é muito alto. É preciso que resultados apareçam rapidamente.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.