Gestão do lixo: TCE verifica boas práticas de Nova Esperança

Uma equipe de três servidores do Tribunal de Contas do Estado do Paraná está realizando visita técnica a Nova Esperança para verificar as boas práticas dessa administração municipal na gestão dos resíduos sólidos urbanos, que são reconhecidas nacionalmente, para auxiliar no planejamento dos trabalhos de fiscalização realizados pelo TCE-PR na área do meio ambiente.

Nas próximas semanas, o Tribunal de Contas iniciará auditorias para avaliar a coleta, o transporte e a destinação final do lixo em nove municípios e um consórcio intermunicipal do Paraná. A iniciativa integra o Plano Anual de Fiscalização de 2018. Os analistas de controle da Coordenadoria de Auditorias do TCE-PR permanecerão em Nova Esperança entre hoje e sexta-feira.
Segundo o gerente das auditorias na área do meio ambiente do PAF 2018, Eraldo da Cruz Santos de Souza, o município de Nova Esperança foi escolhido para a visita técnica por figurar no topo do ranking do Islu (Índice de Sustentabilidade de Limpeza Urbana) de 2016. O índice é elaborado pela Associação Brasileira de Resíduos Sólidos e Limpeza Pública, a partir de uma amostra de 3 mil municípios.
O PAF 2018 realiza auditorias em 100 municípios paranaenses. Além do meio ambiente, as fiscalizações abrangem áreas como educação, saúde, receita pública, obras de pavimentação e de construção de conjuntos habitacionais e eficiência dos sistemas de controle interno. (TCE)

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.