Parabéns ao governador…

…Ratinho Junior e ao deputado Delegado Jacovós. O primeiro pela proposta de alteração e o segundo por ter manifestado a favor da alteração do absurdo § 5º do Art. 85 da Constituição do Paraná, cuja redação é a seguinte:

Art. 85. Substituirá o Governador, em caso de impedimento, e suceder-lhe-á, no de vaga, o Vice-Governador do Estado.(…)§ 5º. Cessada a investidura no cargo de Governador do Estado, quem o tiver exercido em caráter permanente fará jus, a título de representação, desde que não tenha sofrido suspensão dos direitos políticos, a um subsídio mensal e vitalício, igual ao vencimento do cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Estado. (vide Lei 13426 de 7/1/2002)
Certamente outros muitos deputados se manifestarão e esperamos que seja por unanimidade a derrubada de imoral subsídio vitalício, a título de representação. Que representação Cida e Beto, por exemplo, podme fazer para merecer receber do contribuinte essa remuneração. São Deus os ex-governadores? Não têm eles rendas próprias, profissões? Fazem um sacrifício em ser governador? ‘Ceis tão de brincadeira’, diria o Neto. Precisou um governador jovem, corajoso, desinteressado pessoalmente, como é Carlos Massa Ratinho Junior, para propor o fim dessa excrecência.
Há uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF, tramitando há mais 8 anos (ADI 4545), tendo a ministra Rosa Weber como relatora. Vamos trabalhar para que seja julgado logo. Vamos mandar-lhe e-mails para que julgue logo e se for o caso acabe com o direito de políticos como Requião, Beto Richa, Cida, Mário Pereira, Orlando Pessuti, Jaime Lerner, além das viúvas. É um tapa na cara da sociedade contribuinte.
Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.