Amusep e UEM definem projetos para o agronegócio regional

Prefeitos da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense e professores da Universidade Estadual de Maringá vão definir amanhã áreas para desenvolver projetos que impulsionem o agronegócio regional. O encontro terá início às 9h, na sede da Amusep.

Também estão confirmadas as presenças de secretários municipais e de representantes da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, do Gabinete da Casa Civil do Governo, do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural e do Instituto Agronômico do Paraná.
O presidente da Amusep, prefeito de Atalaia, Fábio Fumagalli Vilhena de Paiva (foto), destaca que a reunião começou a ser planejada durante uma visita que ele fez à Reitoria da UEM, dia 25, onde foi recebido pelo reitor e o vice-reitor, professores Júlio César Damasceno e Ricardo Dias Silva. “A ideia é aproveitar o conhecimento do corpo técnico da UEM para implantarmos programas que auxiliem a dinamizar a economia dos 30 municípios da área de abrangência da Associação”, ressalta. Na opinião dele, tem muita pesquisa que pode ser aplicada para gerar emprego e renda.
Para o reitor, um dos papéis da universidade é direcionar o resultado do trabalho dos professores para multiplicar fontes de receita e de abertura de postos de trabalho. Ele acredita que os projetos para o agronegócio vão abrir uma série de ações voltadas para promoverem ciclos de prosperidade na região. “A produção científica da UEM é rica e pode ser usada em diversos segmentos tanto na gestão do setor público quanto no aprimoramento da iniciativa privada”, acrescenta.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.