Crise econômica, alta das passagens e problemas da Avianca levam brasileiro a trocar o avião pelo ônibus

MG1

Bruno Rosa e Bárbara Nóbrega informam, em O Globo, que a crise da Avianca — que ajudou a elevar o preço das passagens aéreas — e a polêmica em torno da cobrança por bagagem e por assento nos voos, além da crise econômica, têm levado muitos brasileiros a trocar os aeroportos pelas rodoviárias.

MG1

De janeiro a maio deste ano, o número de passageiros que encararam a estrada de ônibus em viagens interestaduais aumentou 12% ante igual período do ano passado, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros. Nos primeiros quatro meses de 2019, o número de pessoas que cruzaram as divisas entre os estados brasileiros a bordo de avião cresceu 2,95%, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil. Os dados de maio para bilhetes aéreos ainda não estão disponíveis.
O movimento pode ser um indício de consolidação de uma tendência verificada no ano passado, quando o ritmo de crescimento do transporte de passageiros sobre rodas superou o feito com asas. Desde 2010, quando o número de pessoas transportadas por avião ultrapassou o das que viajavam de ônibus pela primeira vez no país, a procura pelas estradas vinha caindo — a exceção foi o ano de 2012, quando houve uma leve alta. Leia mais.

MG1

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.