Deputado petista é condenado a pagar mais de R$ 104 mil e poderá responder por caixa dois

O deputado federal José Carlos Becker de Oliveira e Silva, o Zeca Dirceu (PT), foi condenado pelo juízo da Vara Cível de Cruzeiro do Oeste, cidade onde foi prefeito, e terá que pagar uma dívida contraída na campanha eleitoral de 2014, no valor de R$ 104.787,45, com a devida correção.

A ação de cobrança foi ajuizada por uma gráfica de Maringá, na qual ele contratou a impressão de dez milhões de santinhos; ele negava a existência do débito. O juiz Christian Reny Gonçalves, levando em conta as provas documentais, considerando que houve sim a existência do débito (representado por duplicada) e a prestação de serviços gráficos, que não foram integralmente pagos.
O deputado Zeca Dirceu foi condenado ao pagamento dos mais de R$ 104 mil, corrigidos pela média INPC/IGMP-DI, desde a prestação do serviço, com juros moratórios de 1% ao
mês, e ao pagamento das custas e honorários processuais, fixados em 10% sobre o valor da condenação.
A coisa pode ficar pior para o deputado petista: os gastos com santinhos não foram declarados em sua prestação de contas na campanha de 2014, ou seja, caixa dois, e uma denúncia formal da irregularidade deve chegar à Justiça Eleitoral.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.