Unespar anula 20% das questões
e muda resultado da prova escrita

A Fundação de Apoio à Unespar, campus de Paranavaí, anulou sete das 40 questões (quase 20%) da prova escrita aplicada aos candidatos a conselheiro tutelar de Maringá. Isso alterou o resultado conhecido logo após a prova, e fez com que candidatos anteriormente desclassificados voltassem a disputar as vagas.

Aqui, as perguntas anuladas e aqui o resultado divulgado hoje, com os classificados e desclassificados após a anulação das perguntas. Com a alteração – da qual não cabe recurso no âmbito da Unespar – ficarão de fora, entre outroa, Vandré Fernando , Pedro Henrique Filho, Joãozinho Cica e Néia, filha do ex-vereador Cabo Zé Maria.

PS – O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente divulgou que a Fundação de Apoio à Unespar publicou em seu site o Edital nº 007/2019, que torna público o resultado da prova destinada a selecionar os candidatos que poderão participar do processo de escolha para membros do Conselho Tutelar de Maringá, no quadriênio 2020/2024.
Dos 90 candidatos que se inscreveram no início do processo, 61 foram considerados aptos a participarem da prova que foi realizada no dia 28.
O edital publicado pela Fundação, hoje, mostra que dos 61 candidatos, três não compareceram à prova, 25 foram desclassificados por não atingirem a pontuação mínima exigida e 33 foram aprovados para participar das eleições que ocorrerão no dia 6 de outubro. Aqui.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.