O velho guerreiro
e a saudosa maloca

Esta semana, ao comentar o aumento das tarifas da Sanepar, aprovada pelo TCE, o meu amigo Diniz Neto, depois de fazer referências ao trabalho que teria sido feito por um deputado para evitar, foi traído pela memória e considerando um fato consumado disse que, lembrando o velho guerreiro, Adoniran Barbosa, que pegava um bacalhau ou abacaxi e dizia: quem vai querer?

Da conversa, na CBN, no quadro O assunto é política,participava Gilson Aguiar, que ainda tentou corrigir, falando bem baixo Chacrinha, mas o Diniz não percebeu.

Lógico que ele se referia a Abelardo Barbosa, o Chacrinha, o velho guerreiro, mas foi traído pela memória (atire a  primeira pedra quem não foi uma vez).

PS: A referência ao deputado lembrou mais uma carne típica do nordeste do que bacalhau. Quem nunca fez, que atire a primeira pedra, diria, Jesus.

Akino Maringá, colaborador

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.