Busca: "Hospital Psiquiátrico"

Saúde

Confira o novo boletim municipal da covid-19

Maringá registrou 27 novos casos de covid-19 de residentes na cidade nos últimos dois dias. Destes, 18 se referem a pacientes do Hospital Psiquiátrico. A instituição registrou, no total, 30 casos positivos (18 de residentes e 12 de moradores de fora). Dos 6 casos internados entre os positivos, 2 estão na UTI e 4 na enfermaria. Foram 51 casos entre sábado e esta segunda-feira.

Continue lendo ›

Bronca

‘Não adianta só multar’

Tapume

A Prefeitura de Maringá multou o proprietário deste imóvel na rua Coronel Camisão (atrás do Hospital Psiquiátrico), na Zona 5, porque está irregular. No início de julho foi dado prazo de 10 dias para que se fizesse o devido recuo. Cerca de um mês depois, sem que o auto de infração tenha sido cumprido, outra multa foi emitida. Tudo a partir da reclamação de um senhor, idoso e doente, que foi assaltado naquela via no final de junho. Ele é obrigado a passar pelo local rotineiramente e defende que a prefeitura, nesses casos, faça mais do que multar: para preservar a integridade dos munícipes, deveria executar o serviço (fazer o recuo por conta própria). Desta forma, acredita, outras pessoas poderão escapar de serem assaltadas.

Geral

Fúria no colégio: PM levou uma hora para atender a ocorrência

Ataque de fúria
Ontem à noite em Maringá a mãe de aluno surtou e promoveu uma quebradeira no tradicional Colégio Estadual Alberto Jackson Byington Júnior (reportagem aqui), na Zona 5. A fúria levou-a a arrancar a porta de uma geladeira. A destruição dos bens públicos só foi interrompida porque dois homens arrombaram uma porta e conseguiram segurar a mulher, levada para um hospital psiquiátrico. Quatro funcionárias ficaram durante este tempo isoladas, temendo por suas vidas, dentro do estabelecimento. O 190 foi acionado e a PM só apareceu depois de cerca de uma hora. O blog recebeu telefonemas de pessoas que aguardavam, angustiadas, à beira do desespero, a chegada da polícia e estavam indignadas com a demora.
O ataque de fúria no Byington Junior aconteceu no mesmo horário em que a cúpula da Polícia Militar do Paraná participava de confraternização no Pavilhão Azul do Parque de Exposições de Maringá, comemorando a formatura de novos policiais ocorrida pela manhã na Esfaep.

Geral

TJ mantém indenização a vítimas de abuso sexual em Maringá

abusoA 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná manteve a decisão da 5ª Vara Cível e três crianças que foram abusadas sexualmente pelo pastor e médico pediatra Sillas de Mello Bruder, hoje com 63 anos, deverão receber cada uma R$ 50 mil a título de indenização por danos morais. O valor será acrescido de juros a partir da data do ocorrido e correção monetária a partir da publicação da sentença. Bruder, preso em janeiro de 2002 quando levava duas menores em seu carro, escapou de condenação criminal em ação civil pública que tramitou perante a 1ª Vara Criminal de Maringá, onde entendeu-se que ele era portador de doença mental e não possuía consciência para os atos da vida civil. Estima-se que mais de uma dezena de crianças e adolescentes, a maioria residente no Conjunto Santa Felicidade, foram molestadas e assediadas sexualmente pelo médico. A ação de reparação de danos foi movida por FLC, à época dos fatos com 16 anos e aluno da Apae; sua irmã, LFC; e AFS. O médico foi preso pelo delegado José Aparecido Jacovós e levado para a 9ª SDP; posteriormente foi transferido para um hospital psiquiátrico. Na ação inicial os três pediam o correspondente a 200 salários mínimos por danos morais e a título de danos patrimoniais indiretos as despesas com tratamento psicológico particular. O TJ entendeu que a questão da imputabilidade do réu foi discutida na ação penal. O julgamento no tribunal ocorreu no final de março e o acórdão foi publicado hoje.

Geral

Morre Glorinha Parisotto Mendonça

Maria da Glória Parisotto Mendonça
Faleceu hoje em Curitiba, aos 87 anos, a jornalista Maria da Glória Parisotto Mendonça, escritora, artista plástica e fundadora do Hospital Psiquiátrico de Maringá, ao lado do psiquiatra Onofre Pereira de Mendonça (falecido). Glorinha, como era conhecida, estava internada no Hospital Nossa Senhora das Graças; seu corpo será velado no salão nobre da Capela do Prever, em Maringá e o sepultamento acontecerá amanhã no cemitério municipal, em horário a ser confirmado. Em 2011 ela recebeu o título de cidadã honorária de Maringá (na foto, com a filha Maria Emília, que administra o hospital, e do neto Maurício), proposto pelo vereador Manoel Álvares Sobrinho (PCdoB). Glorinha, que residiu muito tempo no exterior, iniciou sua formação profissional em São Paulo. Saiba mais.

Akino

Promessas cumpridas?

Consta do ‘Silvômetro’ de O Diário, em relação aos dependentes químicos: 1- Investir na rede municipal de atenção ao dependente químico, com atendimento integral ao paciente e seus familiares e internação quando necessária – Cumpriu a promessa. Situação: o município criou, em 2009, a Diretoria de Programas Sobre Drogas, que é vinculada à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc). Sua atribuição é acompanhar viciados e implementar programas e campanhas de prevenção, recuperação e tratamento dos usuários e álcool e drogas ilícitas. Para internamentos, a Sasc dispõe de 80 vagas no Hospital Psiquiátrico e 28 leitos no Hospital Municipal (HM). 2- Preparar o paciente para inserção no mercado de trabalho, por meio de oficinas profissionalizantes – Cumpriu a promessa. Situação: embora não seja específico para viciados em drogas, a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) dispõe do serviço “Portal da Inclusão”. A instituição trabalha com a inclusão de jovens no mercado de trabalho e reinserção social. A Sasc ministra ainda cursos profissionalizantes em parceria com o Senai.
Que o leitor tire suas conclusões. Será que 108 vagas atende as necessidades dos dependentes químicos para Maringá? Quantos jovens tratados foram inseridos no mercado? Tenho sérias dúvidas se esta promessa foi mesmo cumprida.
Akino Maringá, colaborador

Geral

Roberto Stec

Foi sepultado em Curitiba na última quinta-feira o corpo do médico maringaense Roberto Lúcio Stec. Ele faleceu na quarta-feira, aos 68 anos de idade, no Hospital Maringá, onde estava internado. Roberto Stec trabalhou por vários anos no Hospital Psiquiátrico de Maringá e também em Paiçandu, tendo participado da confraria Clube do Jacaré por muito tempo.

Saúde

Documento diz que assistência à saúde mental retrocedeu em Maringá

Um documento assinado pela psicóloga Maria Lucia Boarini, da Comissão de Saúde Mental do Conselho Municipal de Saúde, denuncia o estado de retrocesso na assistência à saúde mental em Maringá. Cinco entidades apoiam o manifesto de preocupação com o que se pretende fazer na atenção à saúde mental da rede pública de saúde no município. O Ministério Público e o Conselho Municipal de Saúde têm conhecimento dos fatos, mas não se tem informação sobre providências. O Ministério da Saúde contemplou Maringá e mais 65 municípios do seu entorno com a ampliação de 80 leitos para atender a saúde dos usuários de álcool e outras drogas; a Secretaria de Saúde, porém, ao invés de implantá-los em hospitais gerais, preferencialmente  públicos ou filantrópicos, pretende disponibilizá-los no Sanatório Maringá, que tem um modelo de tratamento incoerente com o pregado pelo órgão governamental. “Se já temos instrumentos suficientes para avaliar a inadequação deste processo, por que então devemos aguardar até o fato estar consumado? Vamos esperar que se materialize a ilegalidade para depois intervir?”, questiona o texto, cujo teor é o seguinte:Continue lendo ›

Blog

Câmara em fase de homenagens

Além da homenagem ao comandante do Corpo de Bombeiros, a Câmara Municipal de Maringá vai homenagear nesta quinta-feira com o título de cidadania honorária Maria da Glória Parisotto Mendonça, co-fundadora do Hospital Psiquiátrico de Maringá, e que vive hoje nos Estados Unidos. A proposta é do vereador Manoel Álvares Sobrinho (PCdoB).

Uma das próximas homenageadas será a presidente da Sociedade Rural de Maringá, Maria Iraclézia de Araújo. A proposta de título de cidadania benemérita é uma iniciativa do vereador Luiz do Postinho (PRP).

Geral

Vapt-vupt

Vapt – Polícia maringaense atendeu motim no Hospital Psiquiátrico, ontem à noite.
Vupt – Entra prefeito, sai prefeito, e os problemas no Centro de Convivência continuam.