márcia socreppa

Justiça

Suspensão de processo

O ex-prefeito Silvio Barros II informou oficialmente ao Tribunal de Justiça do Paraná o falecimento da ex-vereadora Márcia Socreppa, ocorrido em 30 de julho, e pedindo a suspensão de processo em que recorre de condenação por improbidade administrativa. De acordo com a sentença, de abril do ano passado, ele terá que ressarcir os cofres públicos em 20 vezes o valor de seu salário à época, devidamente corrigido, além dos direitos políticos suspensos por três anos.Continue lendo ›

Blog

Saúde

A ex-vereadora Márcia Socreppa está hospitalizada. O estado de saúde da ex-secretária de Educação de Maringá inspira cuidados.

Verdelírio

Desmotivada

Márcia Socreppa

Integrantes do PTB de Maringá estão preocupados com a vereadora Márcia Socreppa. Eles sabem e reconhecem o potencial eleitoral da vereadora, mas no entanto acham que ela está desmotivada, tendo inclusive solicitado um período de licença.Continue lendo ›

Justiça

Negado recurso a ex-prefeito

O juiz Nicola Frascati Junior, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, negou recurso apresentado pelo ex-prefeito Silvio Barros II (PP) e pela vereadora Márcia Socreppa (PTB), feito logo após ter condenado os dois em ação civil pública por causa de irregularidades na aquisição de livros sem licitação, na segunda gestão do pepista.
Os embargos de declaração foram rejeitados no final de abril e mantida a sentença embargada.Continue lendo ›

Blog

Perto da desistência

A recente condenação da vereadora Márcia Socreppa (PTB) e do ex-prefeito Silvio Barros II (PP), por conta de improbidade administrativa cometida em 2010, deve levar a vereadora a desistir de ser candidata nas eleições municipais deste ano.
É que a condenação inclui a suspensão por três anos dos direitos políticos dos dois. Apesar do recurso, ela evita dor de cabeça no futuro.Continue lendo ›

Akino

O que significa improbidade administrativa?

tribunal

O termo improbidade, do latim improbis (má qualidade, imoralidade, malícia), juridicamente, liga-se ao sentido de desonestidade, má-fama, incorreção, má conduta, má índole, mau caráter. (…) E ímprobo é mau moralmente, é incorreto, o transgressor das regras da lei moral.
Leciona o doutrinador Marçal Justem Filho o seguinte: a improbidade consiste na conduta econômica eticamente reprovável pratica por agente estatal, consistente no exercício indevido de competências administrativas que acarrete prejuízo aos cofres públicos (…)Continue lendo ›

Política

Ausência maringaense

Na próxima segunda-feira a presidente nacional do PMB, Suêd Haidar, estará em Ponta Grossa para participar do Primeiro Encontro Regional do PMB Paraná.
Não vai ter ninguém da executiva do PMB maringaense no encontro de Ponta Grossa, visto que a presidente, vereadora Márcia Socreppa (condenada a devolver dinheiro aos cofres públicos por conta da verba de gabinete), renunciou ao cargo, trocando-o pelo PTB. Aliás, no site do TSE ela ainda consta como filiada ao PMB.

Política

As mulheres que votaram contra as mulheres

Magda-Marcia

A vereadora Márcia Socreppa (dir.), ao votar contra a apuração de violência doméstica da qual seu colega Luizinho Gari (sem partido) está sendo acusado pela ex-mulher, equiparou-se à deputada federal Magda Moffato (GO), presidente nacional do Partido da Mulher Brasileira – partido ao qual a maringaense filiou-se recentemente e cuja executiva municipal preside.
Magda, assim como Socreppa, foi acusada de votar contra as mulheres em 2015, em favor do machismo e do conservadorismo.Continue lendo ›

Política

Panorama legislativo

Gari e Da Silva

Ainda não se tem uma ideia geral das mudanças partidárias ocorridas na Câmara de Maringá, como a possível saída de Márcia Socreppa do PMB, a troca de Luiz Pereira (do PTC para o PEN) e a ida do vice-presidente Luciano Brito para o Solidariedade.
A dupla Da Silva e Luizinho Gari (foto), até onde se sabe, decidiu permanecer no PDT. Continue lendo ›

Política

Uma nova filiação?

socreppa

Circula por aí que a vereadora maringaense Márcia Socreppa poderia ingressar no terceiro partido em menos de um mês.
Eleita pelo PSDB, no início deste mês ela assumiu a presidência do Partido da Mulher Brasileira e, agora, último dia para mudanças para quem possui mandato, dizem que já deixou o PMDB e filiou-se ao PTB para ser candidata a vereadora – apesar de ter dito há meses que nunca mais disputaria cargo eletivo. Continue lendo ›

Política

Vigência até maio

pmb

A primeira executiva do Partido da Mulher Brasileira em Maringá, que entrou em vigor no final de janeiro, tem prazo de vigência até o dia 28 de maio próximo.
Neste período a sigla será presidido pela vereadora Márcia do Rocio Bittencourt Socreppa, ex-PSDB.Continue lendo ›

Política

PMB no condomínio

pmb

Comenta-se que a vereadora Márcia Socreppa, que já decidiu não disputar mais vaga na Câmara de Maringá, trocará o PSDB pelo PMB, sigla que, espalham os aliados de Ricardo Barros (PP), fará parte do condomínio partidário da família.
No Paraná, o PMB é presidido por Carmen Lúcia Silva Cunha, de Fazenda Rio Grande, ligada ao deputado federal Antonio Wandscheer, ex-petista e 1º secretário da executiva estadual do Partido da Mulher Brasileira.Continue lendo ›

Política

Fim de ciclo eletivo

A vereadora Márcia Socreppa (PSDB), que é servidora pública municipal, decidiu que não irá disputar mais eleição para a Câmara de Maringá, encerrando a carreira eletiva. Nos bastidores, colegas dizem que ela já acertou com o dono da cidade: com o grupo de Ricardo Barros vencendo, ela voltará a ser secretária de Educação.

Maringá

Dia sem fila na UPA, dia do transporte grátis…

A propósito da aprovação de projeto colocando no calendário oficial de Maringá um tradicional passeio ciclístico promovido pela Maringá FM, Alexandre Venci escreveu numa rede social: “Esta nossa vereadora Marcia Socreppa deve ter algo com a Maringá FM (Barros), pois querer intitular o passeio vinculado com uma entidade privada só pode ser algo?????, ou tem outro nome isso, ou será que os mais de 300.000 habitantes concordam com isso? Será que não tem mais nada de importante para fazer na Câmara? Que tal instituir o dia sem fila na UPA, que tal instituir o dia do transporte grátis, que tal instituir o dia de doação de parte de meu salário ao povo necessitado que me elegeu? Estabelecer o dia da limpeza e arrumação do nosso paço municipal que é um lixo, o dia de terminar a av. Brasil, o dia de mandar o prefeito caminhar pela ruas da cidade que ele comanda. Srª vereadora Márcia Socreppa, vai dormir, vai”.

Blog

Ficha Limpa vem aí

A Lei da Ficha Limpa será votada pelos vereadores maringaenses nos próximos meses. O projeto está sendo costurado por Márcia Socreppa (PSDB) e Humberto Henrique (PT). O projeto original, apresentado na legislatura passada por Carlos Eduardo Saboia (PMN), que ficou mofando nas gavetas do Legislativo, deverá receber alterações, mas sem comprometer o espírito básico da proposta, que é impedir ficha suja na administração municipal.

Blog

Ficha Limpa: Socreppa é a autora

O projeto que implanta a Lei Ficha Limpa para a nomeação de assessores e auxiliares do poder público municipal (câmara e prefeitura de Maringá) foi reapresentado, em dezembro passado, pela vereadora Márcia Socreppa (PSDB). O projeto, originalmente apresentado pelo médico e ex-vereador Carlos Eduardo Saboia (PMN), foi arquivado pelo ex-presidente do Legislativo, Mário Hossokawa (PMDB), hoje chefe de Gabinete do prefeito Carlos Roberto Pupin (PP), em maio do ano passado. Com o início do ano legislativo, em fevereiro, o projeto tramitará pelas comissões permanentes e será levado à decisão do plenário.

Blog

Márcia é candidata a presidente

A vereadora reeleita Márcia Socreppa (PSDB) foi pedir bênção a Ricardo Barros e anunciar que é candidata a presidente da Câmara de Maringá. Disse que não abre mão da disputa, mesmo respondendo ação por improbidade no Tribunal de Justiça. Quem assumiu a coordenação da sua candidatura a presidente foi o vereador João Alves Correa (PMDB), que nem vai votar.
Segundo o acerto, John assumiria a direção-geral da câmara, assim como fez o ex-vereador Nereu Vidal Cézar quando John foi presidente.

Blog

Uma homenagem fora do tempo

Alguns professores aposentados estão recebendo, pelo Correio, o certificado de mérito comunitário distribuído pela Câmara de Maringá. A honraria, proposta ano passado pela vereadora Márcia Socreppa (PSDB), candidata à reeleição, para cerca de 200 mestres, foi entregue durante solenidade em abril deste ano, mas os títulos anexados à correspondência têm assinatura de 20 de outubro de 2011, a carta que vem junto são de julho passado e a postagem foi feita na semana passada. A entrega em período eleitoral cheira mal.
Mas dolorido mesmo, em se tratando de homenagem a professores, foi constatar dois erros de português que acompanham a carta que acompanha o certificado: “Os professores que se dedicarão na gloriosa tarefa de ensinar, construíram maravilhosas histórias”. O correto seria: “Os professores que se dedicaram na gloriosa tarefa de ensinar construíram maravilhosas histórias”. E a vida segue…

Verdelírio

Vai disputar

A vereadora e ex-secretária de Educação, Márcia Socreppa, do PSDB pensou em desistir de disputar reeleição na Câmara Municipal de Maringá e nem iria registrar sua candidatura. Por insistência dos companheiros, e principalmente do advogado José Buzatto, concordou em inscrever seu nome como candidata à reeleição.Continue lendo ›

Maringá

Vereadora entrega balinhas e foto a alunos que visitam o Legislativo

Do blog do Sismmar:
A matriz curricular prevê que os alunos do 4º ano estudem os três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Em Maringá, várias escolas promovem visitas à Prefeitura, à Câmara Municipal e ao Fórum. Na Câmara, os alunos (via de regra) estão sendo recebidos pela vereadora Márcia Socreppa (PSDB), que já foi secretária municipal de Educação. Os pequenos recebem informações sobre como funciona o poder Legislativo e, ao final da visita, recebem um mimo inusitado: um saquinho que contém balas e a foto da vereadora. O Sismmar não concorda com essa prática, visto que os alunos vão à Câmara para aprender sobre o Legislativo e não para conhecer a vereadora. Indiretamente, com essa prática, há de se pressupor que a vereadora queira conquistar a simpatia dos pais e mães dos alunos. O que causa estranheza ao sindicato é o fato de os demais vereadores concordarem com isso.

Blog

A canela de Rui Barbosa está dolorida

Segundo o Maringá Manchete, a vereadora Márcia Socreppa (PSDB), ex-secretária de Educação dos fratelli Barros, durante sessão na Câmara de Maringá, disse um “pra mim fazer”. Entra para a coleção de ataques à língua pátria.
Numa entrevista a uma emissora de rádio, há algum tempo, ela saiu-se com um “protegimento” e, em novembro passado, fez os ouvidos doerem ao falar “cidadões”.