Encontro de Mulheres do Agronegócio premiará 11 pesquisadoras

O 3º Encontro de Mulheres que Fazem a Diferença no Agronegócio, que reunirá centenas de participantes e algumas das principais referências do setor, irá premiar 11 mulheres que receberão menção honrosa por sua atuação acadêmica na formação de pessoas e contribuição com a pesquisa, ensino e extensão no segmento.

O evento está marcado para esta quinta-feira, das 13h às 17h30, no Restaurante Central do Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro e contará com oito palestras, ministradas por especialistas e pesquisadoras de destaque do cenário agropecuário nacional. Os temas são variados e vão desde gestão rural, ao cooperativismo, agricultura familiar, sistema de produção sustentável, interdisciplinariedade, entre outros.
Segundo Maria Iraclézia de Araújo, presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM) – entidade que realiza a Expoingá – e a primeira mulher a presidir uma organização rural no Brasil; o encontro é idealizado para apresentar a força, a competência e o papel de protagonista desempenhado pela mulher.
Entre as palestrantes estão Mônica Bergamaschi, engenheira agrônoma, ex-secretária de Agricultura do Estado de São Paulo e considerada pela Forbes e revista Dinheiro Rural como uma das mulheres mais influentes no agronegócio brasileiro; Mariely Biff, gestora, consultora e palestrante do Mato Grosso do Sul; Stephanie Ferreira Vicente, agrônoma da Comissão Jovem Famasul, também do Mato Grosso do Sul; Maria Ignês Rotundo Carneiro, zooctenista e gerente de Pecuária Bovina da Santa Maria Agronegócio, em Rio Verde (GO); Carminha Missio, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de LEM e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia, a primeira mulher na história da Federação a ocupar a cadeira de vice-presidente da instituição.
Ainda terá a palestra de Marcia Piatti, produtora rural de grãos, administradora e sócia proprietária da Fazenda 4 Filhas, em Céu Azul (PR); Mariana Beckheuser, presidente da Beckhauser, empresa pioneira no desenvolvimento de soluções para contenção na pecuária; Ruth Landgraf Alves, agrônoma, mestranda em Agroecologia pela UEM e atuante na olericultura. É presidente da Feira do Produtor em Itambé (PR).
Outras figuras de destaque são da gestora Carolina Vieira, que trabalhou no Banco Bamerindus, onde foi subgerente na Agência Palácio Avenida, em Curitiba. Atualmente cursa Agronomia e simultaneamente está se especializando em fertilidade de solos e nutrição de plantas. Trabalha na fazenda da família, em Ibaiti, desde 2010, gerindo as atividades de agricultura e pecuária.
A realização do II Encontro de Mulheres que Fazem a Diferença no Agronegócio Brasileiro é da SRM em parceria com a Cocamar, Cooperativa Integrada, Faep e Sindicato Rural de Maringá, com apoio da Sociedade Rural Brasileira e CBN.

LISTA DE HOMENAGEADAS

Adriana Gonella
Engenheira agrônoma, mestre em Genética e Melhoramento de Plantas e doutora em Genética Molecular de Espécies Florestais. Pós-Doutorado na UEM em melhoramento genético do feijoeiro. Professora da UEM há 11 anos. Pesquisa, dentre outros temas, o melhoramento genético do feijão, a diversidade genética da erva mate, do milho e do milho de pipoca, visando melhorar a produtividade destas culturas. Publicou mais de 30 estudos científicos e orientou mais de 50 estudantes em mestrado e doutorado.

Alice Murakami
Zootecnista, mestre e doutora em Zootecnia, pós-doutora em zootecnia pela Universidade de Nagoya, Japão, e pela Universidade de Arkansas, Estados Unidos. Professora da UEM há 41 anos. Pesquisa área de alimentos para animais e exigências nutricionais, especialmente frangos de corte, poedeiras e codornas japonesas. Ganhou o prêmio de Zootecnista do ano em 2008 e de Profissional do Ano na avicultura em 2016. Concluiu e publicou mais de 170 estudos e orientou mais de 50 estudantes de mestrado e doutorado.

Eliane Gasparino
Zootecnista, mestre, doutora e pós-doutora em zootecnia. Professora da UEM há 15 anos. Pesquisa melhoramento genético animal, com projetos como “multifunções da dieta na regulação molecular e bioquímica da absorção e saúde intestinal de frangos de corte”, efeitos da xantofila e vitamina E na produção, reprodução e incubação das matrizes e progênie de codornas”, “qualidade de couros de peixes de água doce e marinha”, entre outros. Já concluiu e publicou mais de 140 estudos e orientou mais de 30 mestres e doutores.

Grasiele Scaramal Madrona
Engenheira de alimentos, mestre e doutora em engenharia química. pós-doutora pela Universidade Federal de Uberlândia. Professora da UEM há 15 anos. Pesquisa desenvolvimento de novos produtos na área de alimentos de origem animal, destacando-se o leite e os queijos artesanais. Já concluiu e publicou mais de 110 estudos e orientou cerca de 15 mestres e doutores.

Kátia Regina Freitas Schwan Estrada
Engenheira agrônoma, mestre em microbiologia agrícola e doutora em fitopatologia. Professora da UEM há 34 anos. Pesquisa dentre outros temas, o manejo agroecológico de doenças de plantas uso de subprodutos de plantas medicinais. Utilização de cogumelos no controle de doenças de plantas. Publicou mais de 120 estudos científicos e orientou mais de 100 estudantes em mestrado e doutorado.

Lucia Zeoula
Zootecnista, mestre e doutora em zootecnia. pós-doutora pela Universidade Paris-Grignon, França. Formada em Agronomia. Professora da UEM há 35 anos. Pesquisa dentre outros temas nutrição e alimentação de bovinos e bubalinos, especialmente as fontes de amido, proteína degradável no rumem, resíduos de agroindústria, aditivos e extrato de própolis. Concluiu e publicou mais de 160 estudos e orientou mais de 50 mestres e doutores.

Magali Soares dos Santos Pozza
Zootecnista, mestre e doutora em ciência e tecnologia de alimentos. Professora universitária há 19 anos e está há 6 no Departamento de Zootecnia da UEM. Pesquisa microbiologia de alimentos e probióticos, especialmente vinculada a cadeia produtiva do leite e queijo. Também atua na produção de rações para pets e animais de produção. Já concluiu e publicou cerca de 82 estudos e orientou 17 estudantes de mestrado e doutorado.

Maria Celeste Vidigal
Agrônoma, mestre e doutora em genética e melhoramento de plantas. Pós-doutora pela Universidade de Michigan, Estados Unidos. Professora visitante da Universidade da Califórnia, também Estados Unidos. Docente da UEM há 35 anos. Publicou mais de 200 estudos. Orientou mais de 50 mestres e doutores. Recebeu o prêmio de Mérito em Pesquisa e Educação pela Cooperativa da área de Feijão nos EUA. Desenvolveu e registrou 6 cultivares novos de feijão. Desenvolve atualmente projetos de integração entre a UEM e o Ministério de Agricultura dos Estados Unidos na área de melhoramento genético do feijoeiro comum, visando a resistência a doenças.

Maria Luisa Rodrigues de Souza
Zootecnista, mestre em zootecnia e doutora em aquicultura. Professora da UEM há 25 anos. Pesquisa ciência e tecnologia de alimentos com ênfase em tecnologia e subprodutos de origem animal, como métodos de filetagem de peixes, defumação de pescado, aproveitamento de subprodutos do pescado, curtimento de peles de animais de pequeno e médio porte, estudo das peles e couros, etc. Já concluiu e publicou mais de 100 estudos nesta área e orientou mais de 10 estudantes de mestrado e doutorado.

Paula Toshimi Pintro
Agrônoma, mestrado e doutorado em produção vegetal na Escola de Agronomia Montpellier na França. Dois pós-doutorados em ciência e tecnologia de alimentos no Canadá. Professora da UEM há 16 anos. Pesquisa microbiologia e bioquímica agrícola, especialmente na área de alimentos funcionais, como antioxidantes. Terminou e publicou mais de 40 estudos. Orientou mais de 15 estudantes em mestrado e doutorado. Desenvolve projetos atualmente na área de plantas alimentícias, como corantes naturais e ingredientes funcionais. Também estuda a aplicação de plantas alimentícias como corantes naturais e ingredientes funcionais.

Sandra Mara de Alencar Schiani
Economista, mestre e doutora em engenharia de produção. Pós-doutora em administração na Universidade Estadual do Kansas, Estados Unidos. Atualmente assessora de Internacionalização da UEM. Pesquisa especialmente a competitividade dos sistemas agroalimentares. Governança e relações verticais e horizontais nas cadeias produtivas especialmente envolvendo agricultura familiar e pequena produção. Professora da UEM há 9 anos. Já concluiu e publicou cerca de 50 projetos e orientou cerca de 15 mestres e
doutores. Atualmente dedica-se a qualificação da cadeia do queijo e café na nossa região e obtenção de selos de qualidade, internacionalização da produção e diferenciação de produtos produzidos e comercializado por mulheres.

Angelo Rigon

Jornalista em Maringá. Pioneiro em blog político, foi repórter e apresentador de programas de rádio e televisão, além de ter editado jornais e revistas. É comentarista da Jovem Pan Maringá.